Neuropatia diabética

Confira mais sobre a doença, que é uma das principais causas de morbimortalidade.

13 de novembro de 2013 | Autor: Centro de Diabetes Curitiba

 

A Neuropatia Periférica Diabética (ND) afeta cerca de 50% dos pacientes com Diabetes e é uma das principais causas de morbimortalidade. Suas manifestações clínicas incluem sintomas neuropáticos dolorosos e insensibilidade nos pés, o que aumenta o risco de queimaduras, lesões e ulcerações. Caracterizada por dor, parestesias e perda sensorial, a ND representa um grande desafio para a área da saúde e para a sociedade (TESFAYE, SELVARAJAH 2012, p. 9).

A Neuropatia leva a um pé insensível, às vezes deformado, e muitas vezes com um padrão de marcha anormal. Em pessoas com a doença, traumas causados por calçados mal ajustados e andar descalço podem ocasionar lesões agudas, precipitando o surgimento de úlceras crônicas. Perda de sensibilidade, deformidades dos pés e mobilidade articular limitada podem resultar em carga biomecânica anormal do pé e espessamento da pele (calosidades). Tudo isso conduz a um novo aumento da carga normal e, muitas vezes, à hemorragia subcutânea (BAKKER et al, 2011, p. 226).

A Neuropatia costuma estar presente em pacientes com mais de 12 anos de diagnóstico do DM (MCCULLOCH, MUNSHI, 2013). Embora saibamos que, quanto melhor for o controle e manejo do Diabetes, essa complicação pode ser postergada e até mesmo evitada. Segundo Tesfaye, et al (2005, p.343), a duração e o nível de hiperglicemia são determinantes importantes de complicações microvasculares do Diabetes, incluindo a Neuropatia.

Tatiane Coradassi Esmanhotto, enfermeira do Centro de Diabetes Curitiba.

Gostou? Compartilhe com seus amigos.