Suplementação de vitaminas, existe benefício?

23 de janeiro de 2014 | Autor: Centro de Diabetes de Curitiba

 

Em dezembro, a revista “Annals of Internal Medicine”, publicou em seu edital uma análise de vários estudos feitos com suplementação multivitamínica, com mais de 400 mil pacientes. A publicação mostrou que, com exceção da vitamina D, a suplementação, quando não é prejudicial ao paciente, é apenas desperdício de dinheiro, citando inclusive prejuízos com o excesso de vitamina E e beta-caroteno.

Façamos algumas considerações, principalmente relacionadas à endocrinologia.

Os estudos aos quais a revista se refere foram feitos com pacientes sem evidência de falta de vitaminas, nem doenças que possam levar à falta de vitaminas e minerais, sendo assim, eram pacientes que não tinham nenhuma indicação de reposição vitamínica, como a grande maioria das pessoas.

No caso da vitamina D, não temos um estudo nacional que avalie a carência dessa vitamina. Entretanto temos necessidades diárias de produção e ingestão de vitamina D, que variam com a idade, doenças associadas e medicamentos utilizados, o que deve ser avaliado individualmente.

Todos os pacientes sob risco de desenvolver osteoporose, aqueles em tratamento para osteoporose, gestantes, lactentes e pacientes em uso de alguns tipos de medicamentos devem receber uma suplementação dessa vitamina.
Pacientes que moram em áreas com baixa exposição solar, ou com estilo de vida que favoreça a falta da vitamina também devem receber suplementação.

Nos casos de pacientes em pós-operatório de cirurgia bariátrica, existe a necessidade de reposição de múltiplas vitaminas e minerais, assim como uma dose maior de vitamina D.

Seu endocrinologista pode orientar-lhe a melhor forma e a quantidade necessária para suplementação, nos casos acima, assim como avaliar a necessidade de dosar a vitamina D.

Artigo do médico endocrinologista Emerson Cestari Marino, do Centro de Diabetes Curitiba, baseado no artigo Eliseo Guallar et al. Enough Is Enough: Stop Wasting Money on Vitamin and Mineral Supplements Ann Intern Med. 2013;159(12):850-851-851.
Fontes:
Holick et al. Guidelines on Vitamin D Deficiency J Clin Endocrinol Metab, July 2011, 96(7):1911–1930
Holick et al. Guidelines for Preventing and Treating Vitamin D Deficiency and Insufficiency Revisited, J Clin Endocrinol Metab, July, 2013, on line http://dx.doi.org/10.1210/jc.2011-2601

http://www.sbemrn.org.br/noticia_vitamina_d.htm

Gostou? Compartilhe com seus amigos.