Especialistas alertam: adoçante é melhor que açúcar

De acordo com declaração da Associação Americana do Coração e da Associação Americana do Diabetes, o produto não deve ser usado como única solução e precisa vir acompanhado de uma dieta mais completa.

15 de agosto de 2012 | Autor: Centro de Diabetes Curitiba
Açúcar

Foto: Dreamstime

Uma declaração científica da Associação Americana do Coração (American Heart Association) e da Associação Americana do Diabetes (American Diabetes Association) apontou uma recomendação cautelosa ao uso de adoçantes não nutritivos para ajudar pessoas a manterem um peso corporal saudável e para ajudar os diabéticos no controle de glicose. De acordo com o comunicado, o produto não deve ser usado como única solução e precisa vir acompanhado de uma dieta mais completa.
Segundo Luciana Pechmann, endocrinologista do Centro de Diabetes Curitiba, o uso do adoçante é uma boa estratégia para o emagrecimento, mas deve ser controlado. “Não se sabe ao certo quanto a substância pode ajudar no tratamento, mas as pessoas precisam entender que de nada adianta trocar o açúcar pelo adoçante e, na mesma refeição, comer mais para compensar a fome”, afirma. “Eles são úteis quando utilizados de forma inteligente”, completa.
De acordo com o comunicado, a substância, quando consumida em bebidas, possui um resultado ainda melhor. A endocrinologista sinaliza que o fato de as pessoas consumirem um refrigerante diet sem perceber a utilização do adoçante faz com que elas tendam a comer o mesmo que consumiriam se bebessem um refrigerante normal. “Quando as pessoas comem iogurte de baixa caloria, por exemplo, ou outros alimentos semelhantes, elas tendem a se alimentar mais como forma de compensação, sem se darem conta do que estão fazendo”, afirma.
Segundo Luciana, há duas formas que podem fazer o paciente buscar pela compensação. “Observa-se a procura do equilíbrio por dois meios: o fisiológico, em que o corpo está acostumado com mais calorias e, assim, o indivíduo come mais para matar sua fome, e o psicológico, onde o indivíduo pensa que ele está autorizado a ingerir mais alimentos ricos em açúcar porque, relativamente, já ingeriu algum líquido diet ou comida com o adoçante que sanou o problema com os alimentos ricos em açúcar”, explica.

Gostou? Compartilhe com seus amigos.