Síndrome dos ovários policísticos é fator de risco de diabetes do tipo 2

Pesquisa realizada pela Sociedade Americana de Diabetes comprova que a síndrome dos ovários policísticos é fator de risco associado ao diabetes do tipo 2.

28 de agosto de 2012 | Autor: Centro de Diabetes Curitiba

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um estudo publicado pela Sociedade Americana de Diabetes apontou que a síndrome dos ovários policísticos (SOP), doença na qual há um desequilíbrio nos hormônios sexuais femininos, é também um fator de risco associado ao diabetes do tipo 2, forma mais comum desta doença. A pesquisa, que envolveu um total de 255 mulheres, estimou que 42 pacientes desenvolveram diabetes do tipo 2 nos 10 anos em que foram acompanhados.

De acordo com Luciana Pechmann, endocrinologista do Centro de Diabetes Curitiba, apenas seis mulheres já tinham a doença no início do estudo. “A taxa de incidência de diabetes do tipo 2 na população estudada foi de 1,05% de pessoas por ano”, afirma. “A probabilidade de desenvolver a patologia aumentou significativamente assim como o Índice de Massa Corporal (IMC) e o nível de glicose no sangue. Por outro lado, diminuiu o hormônio sexual SHBG”, explica.
Para a endocrinologista, a pesquisa demonstra algo inovador. “Ela demonstra que o risco de diabetes do tipo 2 é elevada em mulheres de meia idade com a SOP e sugere a inclusão de IMC, dos níveis de glicose e do SHBG como fatores de risco para a patologia”, completa.

Gostou? Compartilhe com seus amigos.