O que é nódulo de tireoide e sua epidemiologia?

Saiba mais sobre a glândula em formato de borboleta conhecida como tireoide

28 de julho de 2021 | Autor: Dra. Maria Fernanda Ozorio de Almeida

A tireoide é uma glândula em formato de borboleta localizada no pescoço. Sua função é regular o metabolismo do corpo através da produção de hormônios que atuarão em outros órgãos e tecidos controlando o metabolismo.

Nódulo de tireoide

Os nódulos de tireoide são áreas de crescimento anormal das células da tireoide. É comum na população em geral, principalmente em mulheres jovens sendo que 1 em cada 3 mulheres pode apresentar um nódulo ao longo da vida.

O que causa o nódulo?

Ainda não se sabe exatamente o que leva o aparecimento dos nódulos, mas alguns fatores de risco são sexo feminino, presença de doença autoimune da tireoide – a tireoidite de Hashimoto, deficiência de iodo na dieta e história familiar de doenças da tireoide.

Sintomas

Geralmente não causam sintomas, apenas se muito volumosos podem comprimir outras estruturas do pescoço e levar a alteração da voz ou engasgos e dificuldade para respirar.

A boa notícia é que mais de 90% dos nódulos são benignos e não trazem nenhum risco a saúde. Entretanto, sempre que se identifica um nódulo é necessário solicitar um exame de sangue para avaliar a função da tireoide, como está a produção de hormônios. Uma vez que nódulos grandes podem produzir hormônios em excesso.

Como identificar

Além do exame de sangue os nódulos precisam ser avaliados por exame de imagem, e o melhor exame para ver a tireoide é o ultrassom.

Assim podemos analisar as características deste nódulo, olhar as demais estruturas do pescoço e assim definir se este nódulo é de risco para malignidade, ou seja, se tem risco de ser um câncer. Nódulos suspeitos ou grandes – entre 1-1,5 cm, a depender das suas características, podem precisar de uma biopsia já que por exame de sangue e apenas pela imagem dificilmente se consegue excluir com 100% de certeza a possibilidade do tumor ser maligno.

A biopsia é um procedimento simples que não gera muito incomodo e pouco invasivo, trazendo muita informação sobre o tipo do nódulo. A biopsia pode confirmar ou excluir câncer. Em alguns casos ainda não define o tipo de tumor e mais exames podem ser necessários. Caso a biopsia confirme câncer ou ainda se o medico julgar que o nódulo é muito grande ou suspeito mesmo com biópsia vindo negativa pode ser indicado tratamento – geralmente cirurgia para a retirada da tireoide ou parte dela.

Nódulos pequenos e de baixa suspeição podem apenas ser seguidos com ultrassom periodicamente, a cada 6-12 meses.

Não deixe de procurar um endocrinologista caso note algo diferente no pescoço, ou seja, diagnosticado com um nódulo para fazer o seguimento e o tratamento adequado.

 

Gostou? Compartilhe com seus amigos.